Morada

A vida são três casas onde se habita

Na primeira,
pé no chão jasmineira
terrra folhada
mangueira
chuva frugal
domingueira:
incomunicação

Na segunda,
calçadas, ruas, portas
sonatas, esperas tortas,
quarto, cama embaçada,
silêncio das noites mortas:
réveillon

Na terceira – ah! –
na terceira a vida infesta
sala quarto floresta
despensa cheia
fenestra
pinho garapa afzélia:
caixão

Published in: on 30 de setembro de 2016 at 02:23  Deixe um comentário