Composição religiosa em duas partes [Parte II – Ateu: O Verbo é pouco]


haicai ii

mandingueiro
joga capoeira
chora de saudade

Escorregão e tropeço. Estigmas. Repetição, desengano, engano, desencanto. Areia da praia, seca, inóspita. Deserto da praia. Nenhuma encarnação além de sombra própria. Casa de névoa. Dentro.

Deus? Brincadeira… Terra-terra; Pais terra-terra. Homem desconstruído, mal-feito. “A pessoa amada em três dias”, em ruídos. Pra quem? Pra areia… Deserto. Fora.

Sem muito na vida. Candongas. O choro: a longevidade.

Published in: on 30 de maio de 2010 at 17:02  Comments (1)  

Composição religiosa em duas partes [Parte I – Carola: No início era o Verbo]


haicai i

desisto da hora:
Deus está morto
in Nietzsche we trust

Chegou ao terreiro. Desencantou. Achou engraçada toda a rouparia. Achou bonito. Pediu licença, entrou na roda. Extenuou-se com o sonido dos tambores. Procurou na saia rodada da baiana carioca a beleza da música de Olorum. “Kosi Oba Kan Afi Olorun!”, respondiam-lhe. Não acreditava, sabia. Jogaram-lhe o Ifá. Previu sua vida. Pulava areia cada vez que jogavam os cocos e era dentro que sentia. Era o próprio Exu que lhe vinha à frente, que lhe preenchia as lacunas. Duvidava: era na dúvida que tinha certeza. Ter movimento. Ser Deus: Oxalá..

(De sua vida menor.).

Published in: on 30 de maio de 2010 at 16:55  Comments (2)