Poesia militante

Anotou rápido num papel com caneta emprestada de outro que precisava escrever uma música em inglês que nem Os Mutantes naquela versão da música do Caê “Baby” em que eles diziam que “você tem que aprender inglês” em inglês e por causa disso virava “você precisa aprender português” mais ou menos “it’s time now to learn portuguese”. Metido que era, fez. Arrependeu-se.

Six degrees

I look through — don’t mind the bollocks, what a cliché!
I look through (insistently) – and beyond,
where there’s nothing but a beer from Cochabamba,
a butter flies out, incredibly,
milkly above the Milk Way.
Unreal.
Surreal-Dalí.
Clearly they want to steal (stolen) my mind.
In case of “freeze-or-I’ll-shoot”-“life-and(or?)-death” manners,
don’t think: feel the breeze.
Let it flow/blow/grow
show yourself! Out of the room!
Surrender to the spirit of NOT-freedom. Vote for NOT. (Always)
(And alone came the spider…)
Neologism. Cage of neologism. Life-taker bird.
Pure disaster. Delight of Destruction (sorry, Gaiman).
Precious loving true hearts. Both of them.
Both of us. (What a cliché.)
I look for nothing.
Yet…

E não conseguiu pens–

Anúncios
Published in: on 29 de maio de 2009 at 02:14  Comments (6)  

The URI to TrackBack this entry is: https://palimpsestoebrio.wordpress.com/2009/05/29/poesia-militante/trackback/

RSS feed for comments on this post.

6 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Nada tão triste quanto uma música escrita em inglês porém pensada em português. Tira todo o tesão da poesia, e jogos de palavras maravilhosos que poderiam ser feitos com tanta genialidade se perdem em traduções “on the foot of the letter”.
    Maravilhoso texto, blog melhor ainda 🙂

  2. Depois de muito tempo, estou aqui: obrigada por atender o meu pedido . Valeu a pena insistir pra ler algo assim (;
    E não doeu tanto postá-lo, né ?
    Até recebeu um elogio aí em cima !
    IAEOIEAOAEIOEAIOOIEA
    Surrealistamente bom . Adorei !

  3. E voce ainda quer me ensinar concordancia verbal na segunda que vem depois disso? que vergonha.

  4. De verdade, quero agradecer efusivamente aos comentários de todos por aqui. Leio-os todos com o mesmíssimo carinho com que escrevo o texto.
    ====
    On the foot of the leter, Ana, nunca é bem meu estilo. Se é pra fazer algo assim, melhor calar, né?!
    ====
    Ok, Rachel. Tá dedicado o texto. E que bom que curtiu! =)
    ====
    Sim, Júlia. Não vejo vergonha em nada. =)

  5. Adorei =)

  6. Você é sempre uma querida, Lívia! Obrigado pelo elogio! =)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: